Um relato da experiência do projeto MÃOS SOLIDÁRIAS

25 de Outubro de 2017
Postado por: Cristine Maraga

Por Ir. Sueli Madalena Wardenski

 

O projeto “Mãos Solidárias” desenvolvido em Soledade, na Paraíba, pelas Irmãs Franciscanas de Maria Auxiliadora – IFMMA, em parceria com a Paróquia Santa Ana, iniciou suas atividades em maio de 2017 com oficinas de artesanato e culinária. Trabalha com mulheres e adolescentes procurando despertar e desenvolver a confiança, a criatividade e o interesse em adquirir conhecimentos e desenvolver novas habilidades.

O “Mãos Solidárias” visa proporcionar aprendizagem e troca de experiências de vida com as mulheres e adolescentes. Pretende despertar a consciência de comunhão e solidariedade, visando o crescimento e fortalecimento da comunidade cristã, o trabalho em equipe e atitudes de enfrentamento nas diferentes situações e realidades do dia a dia, despertando para formas alternativas de subsistência.  Esta proposta teve grande aceitação e interesse por parte das famílias e comunidades

O objetivo do projeto é “promover o desenvolvimento integral da pessoa humana, qualificando mulheres e adolescentes para geração de renda alternativa por meio de capacitação de artesanato e culinária, priorizando a partilha de saberes do grupo, além de oportunizar uma formação cristã, culminando no resgate de seus direitos e cidadania”. As oficinas, além de ser um espaço de execução dos trabalhos e aprendizado, são também oportunidades de partilha de vida e construção de amizades. 

É gratificante perceber a alegria que sentem por confeccionarem artes e alimentos e poderem fazê-los em suas próprias casas. A oficina de culinária oferece todas as receitas ensinadas no projeto para que possam fazer para suas famílias e a oficina de artesanato disponibiliza o material para que continuem trabalhando em casa o que iniciaram no projeto, desenvolvendo sempre mais as habilidades.

Os efeitos da aplicação desse projeto no município de Soledade já pode ser sentido, especialmente na comunidade diretamente atendida, conforme demonstrado nos depoimentos dos participantes do projeto:

“Para mim está sendo uma aprendizagem de vida porque estou aprendendo muito e ganhando amizades. Esta sendo muito bom pra mim, gosto muito.”

“Muito bom, estou colocando em prática o que aprendo. É muito proveitoso.”

“Estou gostando muito. Sempre tive vontade de fazer curso de culinária só que nunca tive oportunidade. Graças a Deus as Irmãs vieram para cá e assim, não só eu, mas outras mulheres estão aprendendo a fazer coisas boas. É uma satisfação grande quando as pessoas manifestam o gosto pelas coisas que fazemos no projeto. Que Deus continue abençoando e ajudando as Irmãs e a todas do grupo.”

“Muito bom, pois adquirimos novos conhecimentos,  fazemos novas amizades, nova experiência de grupo, e possibilidade de transformar o conhecimento em fonte de renda.”

Como o objetivo do projeto também é o de proporcionar renda alternativa para os participantes, outra atividade consiste na venda dos alimentos produzidos na oficina de culinária. Esta venda é feita nas quermesses promovidas pela paróquia e tem sido um ótimo momento para divulgação dos trabalhos, bem como captação de renda e realização pessoal das participantes. 

Veja mais fotos das atividades: 

Compartilhe
esta notícia
Voltar